20 de nov de 2011

Canção da Liberdade - Helen Berhane

Essa semana li o livro Canção da Liberdade, escrito por Helen Berhane. No livro, Helen conta que ficou presa dentro de um contêiner por quase três anos num campo militar da Eritréia (o país onde cresceu), por não negar sua fé em Deus. Nesse tempo ela foi espancada e torturada brutalmente, além de sobreviver com um copo de chá, dois pães e uma sopa rala de água e sal.
Diante de circustâncias terríveis, ela permaneceu firme e decidida a continuar pregando o Evangelho mesmo presa. Ela falava de Jesus aos outros prisioneiros, além de servi-los os ajudando e muitas vezes pedindo para ser punida e torturada no lugar dos outros.

Diante disso, algo pesou sobre mim: O QUE TEMOS FEITO COM A LIBERDADE QUE TEMOS NO BRASIL? No mundo inteiro, mais de 200 milhões de cristãos são perseguidos por apenas crer em Deus e 97% dos cristãos não tem conhecimento disso.
Mas, o que eu gostaria de dizer à você que está lendo isso é que você valorize a liberdade que você tem para seguir Jesus e de alguma forma ajudar esses irmãos que derramam seu sangue por causa de sua fé. Se a única coisa que você pode fazer é orar, então faça. Pois enquanto estamos aqui, organizando cultos e eventos, existem pessoas que estão passando grandes privações por falarem de um Deus que nós podemos falar sem dano algum.

Como a própria Helen diz: Vocês não podem se acomodar em sua liberdade... Se eu pude cantar enquanto estava presa, imaginem o que vocês podem fazer pra glória de Deus estando em liberdade.

Obrigado por ler, e se quiser assista ao testemunho dela no vídeo abaixo.

Rafael.


16 de nov de 2011

O que é necessário para servir?


Você não precisa ter um diploma universitário para servir.
Não precisa fazer o sujeito e o verbo concordarem para servir. 
Não precisa saber sobre Platão e Aristóteles para servir. 
Não precisa conhecer a teoria da relatividade de Einstein para servir.  
Você precisa simplesmente de um coração cheio de graça 
E uma alma gerada pelo amor.
E então você pode se tornar um servo.

[Martin Luther King Jr.]